Série Economizando no Casamento: A recepção

22 novembro, 2010
Olá meninas! Tudo bem??? Como foi o final de semana?
O meu foi ótimo, meu chá de panela surpresa aconteceu e me surpreendeu muito. Me diverti horrores e ganhei cada coisa linda!!! Quando receber as fotos eu irei postá-las e falar de cada item.

Como prometido, vou voltar a falar de mais um item do universo casamentício, e dessa vez vamos falar sobre:
  
A Recepção

Esse é com certeza o item que mais "maltrata" na hora de definir como será o casamento, se vai ter recepção ou não, se será um bolo com champanhe ou jantar.

A primeira pergunta que devemos responder é: Posso pagar quanto?

Gente, esse é um item que dói, mas preciso ser sincera. Passeando pelos mundos casamentícios conheci muitas noivas que estão casando para a sociedade ver, para isso pagam o salão que não podem e a decoração que limpará a sua poupança sem dó.

Assim como já disse no post anterior, planejamento é arma que toda noiva possui, mesmo com muita antecendência, as mil e uma parcelas que pagamos pelo vários itens que o casamento demanda, ficamos bem apertadas, não sobrando dinheiro para um pano de prato.
 
Não estou fazendo críticas aos sonhos de ninguém. Eu também tenho os meus e estou suando para paga-los e realizar O NOSSO SONHO e não o sonho de estranhos. Mas to fazendo tudo com tranquilidade e curtindo cada detalhe.

A partir do momento que você casa para os outros verem, comete-se um erro horrível: Você ficará tão preocupada em agradar os outros que esquecerá de curtir cada momento da preparação.

Já vi muita gente optando por ter um casamentão e viver de aluguel por longos anos da vida, mas cada um tem a sua opção.

A minha crítica nesse ponto é apenas de que, você deve realizar seus sonhos independente do que as pessoas vão achar. Já vi casamentos chiques e aparentemente impecáveis que foram vazios e outros mais simples que esbanjava amor. E qual ficou na minha memória?

Existem várias maneiras de realizar o seu sonho, de ter uma linda recepção após um belíssimo casamento, sem sofrimentos e sem impactar nos outros planos do casal.

Nas minhas andanças atrás de salão, tive acesso a orçamentos para todos os bolsos. Se você tem criatividade então, melhor ainda.

Para que a recepção seja linda e agrade a todos, não necessariamente deverá ser no salão mais caro, com o buffet mais caro e a decoração top. Meninas, cuidado! Não ache que o casamento da revista será a base para a realização do seu, como já disse, cada um sabe os abacaxis que pode comprar.

Mas Diana, quero muito ter uma festa bacana e não tenho muito dinheiro,  o que eu faço? Minhas opiniões:

  1. Faça um pré orçamento, quanto você pode gastar por mês e até quanto está disposta a pagar no total do seu casamento.
  2. Pesquise as dezenas de salões da cidade e dê preferência aqueles que não têm venda casada (vale a pena ler o post do blog Noiva em Brasília).
  3. Salão de clube é uma ótima opção (gente têm muitos clubes em Brasília), então calce o tênis e visite todos, os preços são bem mais baixos e a maioria não tem venda casada. Muitos já incluem mesas e cadeiras.
  4. Faça muitas degustações, como já disse não é por que o buffet é mais caro que ele está isento de erros e problemas. Temos uma variedade bacana de buffets em Brasília, que oferecem serviços de todos os preços e cardápios.
  5. Pesquisa na Internet e escolha a sua palheta de cores e o que deseja para o seu casamento. Pesquise principalmente as inovações do mercado, que abusa de velas e outros itens, que não só flores, que você verá a decoração baratear  (e muito). Pesquise na Internet a índole dos decoradores e só feche a decoração quando ela estiver dentro do limite que está disposta a pagar e só quando seu coração estiver tranquilo com aquele decorador.
  6. Entre no clima, faça você mesmo e crie coisas lindas para o seu casamento. Vá em centros comerciais e de artesanato, use sua criatividade. Muitos sites na Internet ajudam a criar no esquema Do it yourself. Se não conseguir sozinha, chame suas amigas e familiares e convide-os a te ajudar.
  7. DJ é a animação da festa, por isso, antes de fechá-lo peça para ir a algum evento que ele irá tocar ou peça vídeos de sua apresentação. Um DJ pode tanto animar a recepção como acabar com ela.
  8. Faça a lista de convidados e priorize as pessoas que não poderão faltar no evento. As "conhecidas" vão ter que entender que casar custa caro.
  9. Crie o casamento de acordo com sua personalidade e a do noivo. Eventos que não combinam com anfitriões, certamente vai parecer forçado.
  10. Se sentir que o planejamento tá mais sofrido que divertido, comece do zero e refaça até se sentir satisfeita. Preguiça de arregaçar as mangas nos leva a pagar mais caro ou pagar por profissionais que não têm boa índole no mercado.
Quanto mais formal for o casamento, mais caro ele será. Por isso, se não têm condições de bancar uma recepção, busque alternativas: Bolo com champanhe, restaurante, pizzaria, almoço em família, recepção em hotel.

Pesquise, analise e visite muito. Cansa, mas compensa muito mais no final.
Não permita que ninguém seja maior que o seu sonho e não ligue para comentários que não acrescentam. O casamento é seu e somente você e o seu noivo têm direito de decidir qual a melhor forma de realizá-lo!

Precisando, contem comigo!

11 comentários:

Lê Fontes disse...

Seus post tem me dado muita motivação a correr atrás dos meus sonhos...

Bjus

diariodenoiva.blogspot.com

Aldianne Marques disse...

Arrasou hein!!!

toh amando muito essa série

bjinho

Noivinha Lú disse...

Flor, simplesmente ammmmeeeeeiiii teu post! Vai de encontro a tudo que acredito e busco!
As vezes a gte meio que perde o foco da realidade vendo tanta coisa linda, mas bem como vc falou: antes um casamento simples mas cheio de amor (e conteúdo!)...
Adorei! Parabéns!
Bjão

Sabrina disse...

Concordo com tudo, querida!!!

Adorei!!

bjoss

Roberta disse...

Que demais esse post! Você soube expressar tudo de mais importante! Queria que todas as noivinhas pudessem ler! Assino embaixo!
Bjs

Simone & Carlos disse...

É, o mercado de casamentos sempre acaba se aproveitando da emoção do evento. Vale muito a pena pesquisar, fazer orçamentos e comparações. Como já disse no blog, é cansativo mas vale a pena. Fica uma dica para economizar principalmente em decoração da recepção: Questione cada item, quanto cada um custa, foi assim que consegui fazer diferença de $1000$ reais, de um orçamento para outro, isso mesmo MIL reais.
Bjux
eueele-elaeeu.blogspot.com
To seguindo aqui.

disse...

É a primeira vez que vejo o seu blog e logo de cara me deparo com um texto cheio de vida e de sinceridade.

Parabéns! Vamos ser felizes dentro do que podemos!

Grande beijo,
Suemer

Jana disse...

Di vc esta tranquilizando muitos coraçãozinhos!!! Ansiosa pelas fotos do chá de panela!!! Beijos

Amanda Soeira disse...

Oi, Diana.
Você realmente escreveu o texto com toda a sinceridade e está ajudando muitas, eu garanto.
Em muitos momentos,a indústria do casamento quer nos impor o que fazer, deixar de fazer, quem contratar e etc. O casamento é único e deve ser vivido intensamente pelos noivos e deve ser da cara deles, realmente.
Estou adorando esses post.
Bjs

Roberta disse...

Acho que no meu casamento eu consegui emocionar a todos e fazer um casamento cheio de amor, mas simples em muitos aspectos. Estou contando tudo lá no blog. Depois da uma passadinha lá.
Bjos
www.casamentobetaeivan.blogspot.com

nessagas disse...

Depois de ler esse post acho que vou conseguir renovar as minhas esperanças rs...

Casar em Brasília © Copyright 2013. Desenvolvido por Vivi Art’s Design.